Como Funciona o Balão no Estômago

 

O balão gástrico ou, se quisermos, o balão no estômago, é um procedimento não-cirúrgico para pessoas obesas ou com peso a mais. É uma excelente alternativa para pacientes que pretendem emagrecer, mas que não pretendem enveredar por cirurgias invasivas, como se verifica no caso da cirurgia bariátrica.

Os procedimentos não-invasivos podem ser importantes devido a uma série de razões, que incluem a prevenção de riscos como problemas sérios no coração. É concomitantemente uma boa opção para aqueles que têm famílias e que têm horários laborais apertados, porque o balão no estômago não requere estadias prolongadas no hospital nem o tempo de recuperação associado às cirurgias convencionais de perda de peso.

O balão é inserido através da boca por um tubo endoscópio durante um procedimento de ambulatório. Pacientes que recebem o balão intragástrico normalmente ficam no hospital somente cerca de uma hora e têm um tempo de recuperação de um dia.

O balão não causa lesões no estômago. Geralmente, depois de inserido, o balão é enchido com soro fisiológico e não terá qualquer efeito duradouro no tamanho e forma do seu estômago. Ao contrário do que acontece com outros procedimentos, não existem danos interiores ou exteriores, nem mesmo cicatrizes. Quando o balão intragástrico é removido, o seu estômago irá voltar ao sua forma e tamanho normal.

Após estar devidamente colocado, o balão é expandido, o que reduz a capacidade do estômago de absorver comida. Isto significa que os pacientes com balões gástricos irão sentir-se mais cheios, após comerem pequenas porções de comida, o que permite controlar a vontade de comer.

A colocação do balão no estômago é indolor e dura cerca de 10 minutos até estar completa. Pacientes com balões intragástricos experienciam uma perda de peso na ordem dos 40%.

 

 

Em condições normais, o balão ficará no seu estômago durante cerca de seis meses, Como o balão não tem efeitos duradouros no seu estômago, é importante que os pacientes criem e mantenham uma dieta saudável. Sem o balão gástrico, os pacientes têm mais espaço no estômago para comer porções maiores, imediatamente após a retirada do balão. Isto pode resultar em ganho de peso para aqueles que não seguem um plano alimentar e de exercícios físicos. O balão gástrico tem maior sucesso em pacientes que estão dispostos a manter uma dieta com alimentos pouco calóricos, após a sua remoção.

Após o procedimento, é importante que os pacientes continuem a encontrar-se com o seu médico ou nutricionista, de modos a manter o seu peso e a manterem-se motivados. 

O balão gástrico não é uma solução de longo prazo. Destina-se essencialmente a ser um passo importante, para ajudar pacientes no seu caminho de sucesso para a perda de peso. A dieta e o exercício terão de ser uma parte regular da vida do paciente, para assegurar a conseguir e manter um peso saudável.